Pular para o conteúdo principal

📖❤Como sobreviver à maternidade(um guia prático e sobrevivencia de 0 a 5 anos) PARTE 1.❤📖

** IMPORTANTE: ESSE GUIA FOI BASEADO NA MINHA EXPERIÊNCIA COM MINHAS 3 FILHAS E ALGUMAS CRIANÇAS QUE EU CUIDAVA POR POUCAS HORAS, PORTANTO NEM SEMPRE PODE FUNCIONAR COM SEU FILHO**

1) BEBÊS 0 a 6 meses:
Colo sempre, recomendo um sling ou canguru. Os bebês passaram 9 meses num lugar apertadinho e quentinho, nascer deve ter sido horrível para ele, mas como Deus é perfeito para continuar com vinculado à mamãe existe o Tetê da mamãe e eles vão mamar toda hora! Seja fome, sono, tristeza, alegria, resfriado. O leitr materno acalma.
Paciência e calma: eles vão chorar muito e a gente vai penar para entender qual é o motivo do choro. Ao invés de tentar resolver o choro, respira, ouça, se conecte, acalente. E paciência porquê humanos costumam não gostar de choro e isso inclui a mãe e o pai do bebê.

2) Bebês 6 a 12 meses:
Eles ainda choram, mas menos, costumam sorrir nos intervalos. A paciência e calma ainda vale.
Autonomia: bebês aprendem rápido e querem fazer as coisas sosinhos. Deixe. Prepare a casa para essa autonomia, vão querer pegar coisas, minhocar(tentar engatinhar com barriga) engatinhar e até podem andar nessa idade.
Eles vão cair, vão bater a cabeça no chão, nas coisas, não importa o quanto vc se esforce para isso não acontecer. Se prepare pros roxos.
Se esforce para ter um tempinho de apenas observar seu bebê, vai ver o quanto são incriveis e inteligentes.
Sentimentos: desde bebês eles já tem sentimentos e choram, mas nessa idade eles podem manifestar de maneira diferente. Batendo em vc, batendo e si mesmo, mordendo as pessoas ou ele mesmo. Seja presente, abraçe até ele se acalmar para que não se machuque nem as pessoas. Abraço acalma, depois converse. ELES NÃO SÃO VINGATIVOS NEM QUEREM MACHUCAR AS PESSOAS DE PROPÓSITO, é apenas uma maneira que eles encontram de tirar toda aquela energia acumulada que pode ser: sono, fome, raiva, tristeza, alegria, cansaço, frustração, tédio, e todos sentimentos possíveis. Eles ainda não entendem e nem sabem como lidar com eles.

Fiquem atentos nos próximos posts que irei postar das outras idades.
Lívia tentando pegar mamadeira com 6 meses

Comentários

  1. Amei o post Aline, muito legal msm!

    Bjoooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Sua opinião é sempre importante! Deixe seu comentario e seu link que contribuiremos a visita de todos com prazer :)
Obrigada pela visita! *-*
Beijos

Postagens mais visitadas deste blog

Porque o Chá de calcinha (ou Chá de Desfralde) é uma bobagem

Babaquisse sem limites ☝
Chá de calcinha ou chá de desfralde é a nova moda de agora. (recebemos os prints que compõem o post e resolvemos escrever sobre isso.)



Estamos criando uma sociedade fast, tudo tem que ser feito rápido, tudo tem prazo de validade e tempo cronometrado. É o mais novo/velho discurso: Quanto mais cedo melhor. A geração Alpha. Sim queridos amigos, quem tem a minha idade já ouviu sobre a geração x,y e z. Mas estamos na geração Alpha, a dos mais inteligentes mas também dos maiores casos de TDAH. A geração da tecnologia, a geração youtube, a geração FAST, a geração que não sabe esperar, que não entende uma palma da mão estendida, mas entende muito bem um quadrado vermelho com um play branco no meio.
Nossos filhos nascidos depois de 2010, os alphas: Tem idade certa para bater palmas, para andar, para falar, para ser alfabetizado, idade para desfralde. Com certeza você já deve ter passado por uma dessas pressões e ter sentindo enorme frustração por não se encaixar no pa…

Era só pedir...

Esse fim de seamana me deparei com esses quadrinhos mega realistas. Foi traduzido do francês pela Bandeira Negra.
Post Original da Bandeira Negra.
Post Original da Emma em francês.




O que aprendi com a fórmula infantil

Por Camila Teles,mãe da Beatriz, nutricionista.
"Beatriz está com 2 meses, a cerca de uma semana estava irritadiça e chorona a tardezinha, nada a satisfazia, e queria mamar de meia em meia hora. Também não estava dormindo bem a noite, ficava muito agitada e "resmungando" durante o sono.
Então, na consulta de rotina com a pediatra relatei esse ocorrido.
Eu já sentia e sabia o que estava por vir, talvez por ser nutricionista, talvez por um instinto maternal, mas antes de tomar a decisão final quis ouvir a opinião da pediatra.
E aí ela me pergunta: você sente suas mamas ficarem cheias?
Eu respondi: não sinto mais
Pronto, ali tive a confirmação de que era realidade aquilo que eu tinha certeza por ser nutricionista, mas não queria acreditar por ser mãe.
Em seguida a pediatra disse que iria avaliar a Bia pra ver o que faríamos e pra minha infelicidade ela havia perdido peso de duas semanas pra cá (não quis a pesar em casa nessa semana pois já imaginava isso).
Enfim a pediatr…